Skip to content

cadaverina

25 de abril de 2009

Cheiro de carne podre. Cadaverina. Será a minha carne podre? Será o cheiro dos defuntos que se levantaram para vir me buscar?cadaverina

Talvez eu esteja rígida nessa cama há horas. Talvez eu tenha virado cera. E se meu desejo de largar tudo tiver feito a vida esvair do meu corpo sem que eu percebesse?

Vou sentir quando os vermes começarem a me devorar? Vou sentir os fluídos do meu corpo pingando da minha pele morta e minhas unhas pintadas de vermelho escuro se despreendendo dos dedos?

Devorem-me vermes. Não deixem pele, olhos ou lábios de lembrança nesse mundo. Não há motivos para não alimentar vermes com a minha morte se com a vida alimento algo muito mais podre: A sociedade que vocifera sobre mim.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: