Skip to content

don’t think you’d ever play me

27 de abril de 2009

mas parem já com isso! olhem, é transparente como água! fácil feito se arrepender!

não entendo, nunca entendo! parece ser coisa de gente que nasceu com um gene caracteristicamente engatilhado para a tristeza, com a escusa da biologia e de suas genéticas mendelianas. qual é o sentido em se afundar? gostar do fundinho do poço? não me parece lógico. porque claro, acima de tudo, eu sou uma pessoa lógica. posso ser complicadíssima, meio prosaicamente ridícula às vezes e ter variações de humor memoráveis, mas eu ainda sou uma pessoa lógica. e egoísta, mas isso não é o xis da questão. a verdade é que, ao menos para mim, patologias a serem desconsideradas, não faz absolutamente nenhum sentido. já dizia o meu poetinha (e só dizia, porque este era mestre na alegria da tristeza)… é melhor ser alegre que ser triste! a alegria é a melhor coisa que existe!

eu não sei, vejo sempre quem não consiga se livrar dos próprios problemas por gostar deles. às vezes eu sou uma dessas pessoas, mas isso é condizente com certos períodos rubros do mês (o que também não vem ao caso). só que essas, as outras (as tristes), parece que desenvolvem um afeto tão grande pela tristeza e pela capacidade de dissertar que ela traz que vão se afundando, pintando seu poço particular com as cores da sua infelicidade utópica. que besteira… há tanto que se ver, tanto que dizer, tanto que sentir! ao invés de perderem momentos de possível e alcançável alegria ao pintá-lo, construam uma escada! só não se apressem na tarefa, é claro. a não ser que o seu desejo de subir seja inversamente proporcional a sua vontade de permanecer onde está.

“She doesn’t want to be happy.”
“Everybody wants to be happy.”
“Depressives don’t. They want to be unhappy to confirm they’re depressed. If they were happy they couldn’t be depressed anymore. They’d have to go out into the world and live. Which can be depressing.”

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. karenarnold permalink*
    27 de abril de 2009 8:15 PM

    periodo rubro do mes é foda, hein. e eu estou irresistivelmente feliz!

  2. redsinestesia permalink*
    27 de abril de 2009 9:22 PM

    Tenho muitos motivos para estar mal comigo mesma, deveria estar mal! Mas eu me sinto ótima na maior parte do tempo! ^^

    Não me lembro quando eu parei de ficar triste, não me lembro do DIA em que eu tomei essa decisão, e isso é decisão, só decisão! Um dia você acorda e cansa de ficar triste e começa a evitar tudo oq pode te deixar triste, é ótimo! =)

  3. stephenmary permalink*
    27 de abril de 2009 10:17 PM

    no momento não me é opção.

  4. karenarnold permalink*
    1 de maio de 2009 11:25 AM

    “só não se apressem na tarefa”, você parece ter muito mais pressa do que todas nós juntas. desculpe, eu não tenho pressa. quero as coisas bem feitas, não quero jogar terra em cima de tudo e sair andando. porque um dia a terra pode afundar. prefiro ir aos poucos, analisando as coisas, procurando os significados delas pra poder superar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: