Skip to content

homem do mar

27 de junho de 2009

Talvez tenha se enganado com o vento,
Agora está abandonado.
Que alguém te salve desse tormento,
É perigoso ficar encantado.

Cuidado, amado!
Não vá por esse lado!

Não faz diferença se é verdade ou mentira,
Eu sei que ele irá me encontrar.
Sou acompanhada de magia,
Não será punido se me amar.

Ei!Ei!
Diga ao outro que já me cansei!

Viaja por profundos espelhos desconhecidos,
Estou te esperando naquele resto de sol.
Sempre procurando por sonhos perdidos,
Morre quando canta o rouxinol.

Tibério?
Que o aceitem no cemitério!

Onda que quebra o meu sorriso,
Pequeno mistério que não assume me amar.
Sinto sua falta, meu amigo!
A qualquer hora posso te deixar.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: