Skip to content

bem-te-vi

13 de junho de 2010

Bem-te-vi:
Minha Senhora
É tão triste vê-la chorar
Já me basta ouvir a lamúria da chuva
Peço que fique em silêncio
Sem seu riso já não posso dormir
Me diga que não é aquele rapaz
O da escuridão nos cabelos
Aquele que não é bonito
O que lhe arrancou a vida
E com o coração lhe comeu a Alma.

Moça:
Já passaram das três da tarde
Vá embora, doce bem-te-vi!
Já não aguento pensar em seu nome
Pare de cantar em frente a alma diurna
Peço que fique em silêncio
Aquele rapaz que não é bonito
Mande-o para o inferno
Que se apaixone por lá
Suas asas levariam minha lamúria?
Se não, vá embora e deixe-me chorar.

Bem-te-vi:
Nos olhos dele se encontra a delicadeza da noite
Talvez isso seja verdade
Talvez você esteja enganada
Talvez ele não exista como você o vê
Talvez sejam todas essas coisas
Sendo assim, talvez você o ame
Apenas isso.

Moça:
E não mandei ir embora?
Por qual motivo me azucrina, demônio?
Não quero me lembrar dele
Nem agora nem nunca
Não.

Bem-te-vi:
És ainda muito fraca
Dizem que só se ama uma vez
Se realmente amou esse homem
Ferrada você está.

Eu:
Todos os meus dias
Em todos eles é isso que me acontece
Tirando o bem-te-vi
Tirando a moça
Tirando o rapaz
Ou seja
Não me acontece nada.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: