Skip to content

Us

Alice Ayress é uma estudante aspirante a médica que já começou a decorar o seu Juramento de formatura, o que já é bem autoexplicativo. Sonha em realizar algum grande feito e dedicá-lo à humanidade, embora desconfie que esta não o mereça.  Talvez o seu forte não seja exatamente resumir-se em poucas palavras, já que normalmente peca na exagero: ama demais, espera demais, odeia demais, quer demais, sempre. Acredita piamente que tudo está impregnado de seu oposto: que não pode ser feliz sem ser triste e que a distância melhora a presença, em vários graus de análise. Assim como Clarice Lispector, não sabe amar pela metade, não sabe viver de mentira, não sabe voar de pés no chão. I can’t see it. I can’t touch it. I can’t feel it. I can hear it, I can hear some words, but I can’t do anything with your easy words.”

Karen Arnold has just discovered that this is the place where old dreams die.

Orkut de Karen

Stephen Mary é uma pessoa extremamente urbana, acostumada a viver imersa no caos. É devota à arte e à beleza. Não à beleza da maneira como as pessoas a vem, mas de uma maneira particular que ela tem a impressão só ela conseguir enxergar. É extremamente confusa e perturbada… Foge de decisões, perde o controle, exagera, dramatiza.  Adora fazer muitas coisas e se dedica a elas, como escrever, desenhar, ler, cozinhar [nada mais relaxante] e atuar.  Caloura de artes visuais, só por saber que seu curso não tem nenhuma matéria exata ela fica muito feliz. Estagnada em algum lugar entre a bi e a homossexualidade, seus romances são completamente enroscados e complicados, sempre acabando por desgastá-la. No entanto, acredita que a vida não valha a pena sem a alegria e a miséria que o amor traz.

Orkut de Stephen

Redsinestesia é apaixonada pela vida e por seu espelho. É uma pessoa forte, mas forte do jeito dela. Romântica e bucólica, é apaixonada por animais e fotografia, adora unir essas duas paixões em alguma imagem congelada. Sua vida transpira romance ,complicações e música. Descendente de suíços tradicionais, ela se destaca em sua família por não cumprir a ordem de fingir ser tradicional. Apaixonadíssima por sua vida, não a trocaria por nada nesse mundo! Talvez, ela queria trocar o mundo, mas a sua vida não. Odeia “grude”, é do tipo de pessoa que tem medo de intimidade.  Seus romances complicados são sua maior paixão, “minha vida seria um saco sem os meus problemas amorosos, acho que gosto mais deles do que dos caras, rs!”.

Carpediemer

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: